A famosa frase pertencente ao filósofo Sócrates, conhecida mundialmente por ter se tornado um símbolo da filosofia socrática. Mas do que se trata de fato essa frase? Ou essa tal filosofia socrática?

Para começar, Sócrates foi um filósofo ateniense da Grécia Antiga e um dos primeiros filósofos a tratar do estudo do homem, ou seja, da antropologia. Ele trazia questionamentos que antes não eram se quer pensados, por exemplo: “Quem sou?”, “O que é a verdade?”, “Como podemos nos tornar seres humanos justos e virtuosos?” e tantas outras questões que faziam todos a sua volta pensarem e discutirem com Sócrates.

Umas das linhas de pensamento de Sócrates era conhecer a si mesmo, quer dizer, buscar a verdade que existe dentro de cada um. Trata-se de um conhecimento que deve partir de nós mesmos, isto é, nos conhecermos como seres racionais para que, em seguida, possamos conhecer as coisas externas a nós.

Para nos conhecermos, Sócrates dizia que é necessário usar o método de interrogação e refutação. Este método consiste em construir a verdade através de questionamentos e contraposições, ou seja, de contestações dos fatos apresentados e não apenas aceitá-los de maneira a acreditar que são verdades absolutas.

Sócrates afirma claramente que este exercício de questionamento obriga-nos a fazer uso e exercitar a razão, assim poderemos nos conhecer e conhecer as coisas a nossa volta. Quando usamos a razão para buscar verdades, aí estaremos construindo o conhecimento, que por sua vez, só pode ser dado quando nos conhecemos como seres racionais. Para Sócrates, não se pode ensinar uma pessoa a ser racional, nem a ser justo ou virtuoso, ou ainda a ser respeitoso, mas pode-se ensinar o que é a razão, o que é a justiça, a virtude, o respeito. Fazendo essa ação, estaremos mostrando o caminho para cada ser encontrar as verdades dentro de si e agir conforme sua razão define, que sempre será pelo melhor caminho, ou seja, sendo virtuoso e justo.

Aliás a virtude, segundo Sócrates, é a ação de ouvir nossa razão. Virtude é a excelência da ação através do uso da razão. Ela exige conhecimento, somente quem conhece o que é a virtude é capaz de ser virtuoso.

Sócrates nos deixa claro que para sermos humanos melhores e melhor conviver em sociedade, é necessário nos reconhecermos como seres racionais, como seres que pensam e que estão sempre em busca do conhecimento verdadeiro. Se fizermos esse exercício cada dia, poderemos não somente nos tornarmos seres melhores, mas seremos capazes também ajudar o outro a encontrar a si mesmo, dando vida a verdade através do uso da razão.

Categorias: Filosofia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WhatsApp chat