Marketing Humanista

A mais nova concepção de marketing com este viés humanista, é um processo baseado na geração de valores humanistas e na busca por um sistema de bem estar e de integridade do ser humano. Tal inovação vem ao encontro com a presente realidade de uma sociedade que busca despertar em empresas, produtos, serviços, instituições e mais profissionais o cerne do valor humano e sua dignidade humana.

Esta realização pessoal e social, está intricadamente ligada ao consumo de produtos e serviços que sejam responsáveis socialmente com os processos de produção dignos e com o uso consciente de recursos financeiros e ambientais. Atrelados a isso, talvez a possibilidade de contribuir de maneira eficaz com o crescimento intelectual, cultural e social de pessoas, famílias e sociedade.

Os fundamentos humanistas são baseados na integridade do ser humano e em seu protagonismo, frente a um mundo em constante transformação, onde valores essenciais devem e são partilhados entre as classes e seus membros. É uma forma de pensar e agir levando a todos, características próprias de igualdade e fraternidade, sem distinção de raça, credo, religião e identidade sexual. É a forma concreta e eficaz de tornar o ser humano agente de sua própria história, gerando bem estar, dignidade, integridade e paz.

Human to Human

O Marketing Humanista é também conhecido como Marketing h2h, ou ainda, Marketing Human to Human. Esta é uma vertente do marketing tradicional, na era do marketing 3.0, que nada mais é do que uma forma de continuar a fazer o que fazemos com uma preocupação maior nas pessoas, seus hábitos, crescimento e seus valores. O intuito é proporcionar um novo conceito em Marketing voltado ao bem estar e desenvolvimento do ser humano e aos seus valores individuais e sociais.

 

O marketing humanista surgiu com uma reconfiguração do composto de marketing tradicional e vai além da satisfação das necessidades e desejos dos consumidores para criação de valores sustentáveis. Além disso, a preocupação é utilizar o marketing humanista para desenvolver métodos e conteúdos que contribuam para o desenvolvimento humano. Fazer uso dessas ferramentas facilita e auxilia a criação de uma linguagem mais acessível, moderna e eficiente, visto que nos dias atuais, de internet e imagem, a geração de informação e a rapidez dessas fazem toda a diferença na vida das pessoas e empresas.

 

Os pilares do Marketing Humanista

Integridade

A integridade está para o marketing humanista, assim como a Ética está para a Filosofia. Portanto, integridade é a forma como o marketing humanista preserva e valoriza o poder da moralidade e da ética nas tomadas de decisão.

Deve sempre ser levado em questão, que não basta fazer qualquer tipo de marketing sem levar em consideração as consequências e os valores envolvidos no processo, bem como a integridade dos seres humanos.

O marketing humanista, gera seu próprio modelo de integridade, tendo em vista sempre a busca pelas normas morais e éticas de convívio e normalidade das empresas, instituições e seus profissionais, para assim, criar condições de aplicação nos grupos, organizações e na vida das pessoas. Tal integridade pode e deve sempre estar vinculada no campo social, ético e cultural das diversas sociedades e dos seres humanos envolvidos, sem perder o foco, no entanto, na geração do bem estar e da dignidade dos envolvidos.

Diginidade

O fator dignidade está vinculado ao marketing humanista, muito mais na forma de uma ação, que tem de ser diária, do que a do bem estar, como um resultado do processo em si. Tal fato é explicado pelo viés humanista, ou seja, da ordem do humanismo, pois não basta a um ser humano fazer parte ativamente do processo de produção, venda/compra de um produto ou serviço, se o indivíduo não pode ser agente desse processo de forma plena.

Isso seria possível, não somente através da condição econômica, possibilitando ao indivíduo a aquisição de produtos e serviços, mas inclusive através de um senso crítico no consumo destes produtos, bem como fazer parte do processo de uma forma muito mais integrada e cheia de valor.

Esta participação se daria através de uma cadeia de valores de ponderamentos, auto realização, co-responsabilidade e reciprocidade, mais condições de consumo consciente e de liberdade, estimulando a sua real participação, seu real potencial e sua plenitude na sociedade e na vida diária.

Bem Estar

O marketing humanista tem como principal princípio a concepção de bem estar entre os agentes e pessoas envolvidas no processo. Este bem estar e sua importância está diretamente ligado ao fato de levar aos indivíduos condições positivas de saúde mental, integridade física e psicológica.

Para tanto, é necessário criar e desenvolver ferramentas de marketing que possam ser um meio de propagar condições de educação, informação, saúde, qualidade de vida, eficiência energética, alimentação e segurança.

O marketing humanista tem na geração de bem estar uma forma de se fazer ações que possam, além de tudo, contribuir para o bem comum sendo uma forma de propiciar às pessoas, condições favoráveis de um ambiente mais saudável, mais conectado e de melhor resposta por parte dos comércio de serviços e produtos, além de gerar valor e ser um propagador de uma sociedade mais justa e do desenvolvimento de ser humanos melhores.

“Marketing é psicologia. É preciso, acima de tudo, estudar seus clientes, e a melhor
forma de estudo é se colocar no lugar deles.”
Thales Valentim